segunda-feira, 26 de junho de 2017

Um final por terminar

Cada passo que dá, a sua enorme sede de raiva e vingança aumenta. Tinha acabado de transformar-se em alguém diferente, alguém que não era reconhecível. Alguém que tinha guardado este monstro por muito tempo dentro dele, mas que tinha acabado de ser solto. Com Leonardo a vir na direção também para o enfrentar, Ian atirou-o para o chão. Pôs as suas mãos no pescoço e apertou até já não conseguir mais. Observou como a vida saía da pessoa responsável pela morte da sua noiva estava a chegar ao seu limite e a acabar a cada segundo. Foi aí nesses últimos segundos que notou no medo ao olhar nos seus olhos, até que o corpo parou de resistir e simplesmente acabou. O tempo parecia ter parado com isso, e naquele instante nada mais existia. Apenas os dois ali no meio da sala, em cima da carpete sobre a luz da lua. Não queria acreditar que tinha o encontrado e feito o que fez. Tira as mãos lentamente a tremer e levanta-se. Pega na foto que estava no chão com o vidro rachado, e olha com um ar desanimado por uma última vez. Pousa e vai-se embora pelas traseiras.
Passado uns minutos chega Abna com agentes. Arrombam com porta, mas só estava lá o medico legista. Alguns dias passaram sem saberem de nada dele, até que Abna vai junto da praia e encontra-o. Caminha lentamente e com passos suaves até que ouve, "Como sabias que estaria aqui?", perguntou. "Foi o único que eu sei que vinhas."
"Pois", disse no tom baixo.
"Que fazes aqui Ian?"
"Vim deixar uma coisa." E repara na aliança em cima da pedra.
"Como sentes-te?"
"Perdido."
"Vais partir?"
"Não, tenho de enfrentar aquilo que fiz."
"Sobre isso, eles querem fazer um acordo, e acho que consegues safar. Mas, aquilo que tu disseste, significaste?"
"Sim, cada palavra dita."
Senta-se ao lado dele, e diz, "Que bom, pois eu sinto o mesmo."
"Sortudo.", diz ao sorrir para ela.

sábado, 24 de junho de 2017

As melhores frases não se escrevem... dizem-se logo e esquecem-se.
                                                                                                                                                                                               

segunda-feira, 10 de outubro de 2016

"Os dois dias mais importantes na tua vida são, o dia em que nasces e o dia em que descobres o porquê." - (Mark Twain)