quarta-feira, 25 de junho de 2014

A carta que não chegou a tempo

Não sei como hei-de começar esta carta. Se começo por pedir desculpa, ou se digo o quanto te amei, mas nunca te contei. Já passou algum tempo desde a última vez que disseste que farias qualquer coisa por mim, sem ser indiferença e nostalgia. Estás quase tão distante de mim, como eu da pessoa que agora segura a tua mão.

Não sei ao certo o porquê de te escrever esta carta, mas lembrei-me de ti ontem à noite. Estava eu na minha cama, na minha vida, metido nos meus próprios pensamentos, quando reparei que o verão chegou, e não ia estar nele contigo. Tive está rápida imagem de ti, e foi por uns breves segundos que te vi. Estavas tu com uma blusa preta e com o teu enorme cabelo castanho a bater-te nos ombros, e simplesmente estendeste a tua mão. Olhas-te para mim e sorriste, aquele sorriso que costumavas dar-me. Estendi eu a minha mão também, mas só para de seguida ver que não passava de uma breve lembrança. Fizesse eu bem, falasse eu mal, estivesse eu num bom ou mau dia, nunca te esquecias de dizer o quanto gostavas de mim.

Os outros motivos que pelo qual te quero escrevo está carta é para te pedir desculpa. Desculpa por todas as vezes que me afastei quando querias aproximar-te. Desculpa pelas vezes que agi sozinho e parecia não te incluir. Desculpa por todas as vezes que te disse que nunca te haveria de magoar, mas que acabei por o fazer. Desculpa por não te deixar outra opção e ter-te feito ir embora e permanecer no silêncio sobre o que sentia realmente por ti quando o me perguntas-te. Desculpa por ter-te feito chorar.

Vi-te há algum tempo atrás, e nesse dia o meu coração disparou. Estavas incrivelmente bonita, e pela primeira vez compreendi que nunca precisaste de mim para nada. Que sempre foste assim, mulher segura, bonita, cheia de sorrisos e com uma capacidade fora do normal para te dares bem com as pessoas que gostas. Apercebi-me que fui eu que sempre precisei de ti, e que mesmo mais pequena que eu, arranjava conforto nos teus abraços. Não havia voz que me acalmasse mais que a tua. Estavas tão bonita, tão sorridente, e estando os dois no mesmo espaço, fiz com que não desses por mim. Estavas ali, no teu mundo e olhei para ti com mais intensidade do que alguma vez te tinha olhado.

Vi-te a passar com os olhos de expressividade que tens, e o sorriso que mandas quando vês alguém que amas. Ao passares por mim beijas essa pessoa. Essa pessoa que te olhou com o mesmo olhar que eu antes fazia quanto te via. Reparei que estás apaixonada.

Há coisas que só compreendemos quando perdemos alguém. Nunca tinha reparado como o teu sorriso é bonito visto de fora, nem como pareces estar em câmara lenta quando te rodeias das pessoas que gostas. Pensei muitas vezes para mim mesmo, que um dia ia mudar. Um dia ia chegar a tua beira e simplesmente dizer-te tudo e ser aquele homem que merecias, mas o destino acabou por te fazer o encontrar.

Disseste muitas vezes que tinhas sorte em me ter na tua vida, mesmo sabendo que a sorte era minha e não a tua. Mas eu devia ter sabido, que uma mulher como tu, tão independente e agarrada aos sonhos, era a sorte que a vida me tinha metido na frente. 

Por todos os dias mal passados, por todos os bons momentos, pelas vezes que tu conseguias sempre me impressionar com o que dizias, pelas vezes que ficava maravilhado com o que fazias, espero que um dia vejas em mim, aquilo o que eu aprendi a ver em ti.

Com isto recebi como paga tu mais bonita que nunca, a sorrir e passar ao meu lado. A vida deu-me como paga eu ter-te afastado da pessoa que és e estares tu ao meu lado em caminhos diferentes, apaixonada por outra pessoa.

Todos têm uma carta em atraso, está será a minha.
Desculpa, se nunca te deixei entrar na minha vida como tu desejavas.

38 comentários:

  1. Pedro, belíssimas palavras, a pessoa que te inspirou a escrever tais palavras, inspirou muito bem!

    ResponderEliminar
  2. todos os "erros" cometidos do passado e escritos nesta maravilhosa carta servirão para que, quando encontrares novamente a tua sorte, nunca a deixes fugir de ti! sorte*

    ResponderEliminar
  3. oh khoalazinho, sabes que estou aqui se precisares de mim <3
    todos nos desperdiçamos uma oportunidade que no fim percebemos que era a oportunidade da nossa vida ! :s

    ResponderEliminar
  4. Infelizmente a vida leva-nos por caminhos que nos parecem os menos bons. Vais ver que a pessoa certa há-de aparecer brevemente, quando menos esperares

    ResponderEliminar
  5. r: concordo com tudo o que escreveste, obrigada pelas palavras! :)

    ResponderEliminar
  6. Infelismente é essa a dura realidade, e que acontece a todos nós...

    Bjxxx

    ResponderEliminar
  7. Essa carta é sentimental, muito bem escrita, e sem dúvida demonstra a maravilhosa pessoa que és.
    O que aconteceu foi um erro, o erro de não teres aproveitado e demonstrado no momento certo o quanto gostavas dela e agora dói, mas pensa : se uma coisa acontece é porque teve de acontecer e de agora em diante vais aprender com este erro e não o voltas a cometer. Parece muito fácil dizer, mas é difícil fazer. Mas quem sabe, encontras alguém que te faz sentir como desejas e aí não desperdiças a oportunidade e quem sabe se tu e ela não voltam a falar ou até mais que isso, a vida não acaba amanhã, há ainda muito para fazer.

    R: Hahah, aproveito, claro que sim :)
    Mas é mesmo, já não basta a crise também tem de ser o clima! Boa coisa para mim , eu adoro mangas então posso ter uma mangueira ( ahah o nome desta árvore xD) e depois fico no paraíso.
    Sim, neste momento vai ser isso que quero!
    Sim, vou, em finais de julho. Eu pertenço a um grupo de dança que vai atuar nesse país, então eu tenho de ir. Mas vou só estar 2 dias na Áustria, antes vou estar na França.
    Ah está bem, tu vais á praia no Porto? A água é gelada! Eu que sou de Coimbra, e aqui a água já é gelada, então aí...como aguentas?

    ResponderEliminar
  8. Perceber onde erramos é um bom começo, tenho a certeza que no futuro vais andar mais atento a isso. Adorei a carta e a forma como a escreveste :)

    ResponderEliminar
  9. r: tens toda razão, percebo o que é perder oportunidades de ouro mas se as perdemos é por algum motivo, se calhar porque nao era para ser!
    vamos ver, não sei se vai dar assim tanto que falar :p

    ResponderEliminar
  10. Bem, agora até fiquei com um nó na garganta...que palavras tão bonitas e tão sentidas...

    ResponderEliminar
  11. R: Já está, novamente, calor....tempo louco xD Eu aviso depois :)
    De nada, eu só digo a minha opinião. Exato, foi um bom gesto da tua parte, e não se deve desperdiçar as coisas boas da vida. :)
    Estás a gozar comigo? Também é a minha fruta favorita!
    Sim, porque não é de avião que se vai ( ainda bem ) é de autocarro e então vou por Espanha, França e sempre até á Áustria, mas em França é para ficar um dia ou assim. Eu depois conto tudo e mostro fotografias no blogue.
    Que sorte então, isso é muito bom , quem aguenta a água do Norte também aguenta a do Sul ;)

    ResponderEliminar
  12. Uma carta muito bem redigida que toca a qualquer um e um grande pedido de desculpa, apesar da "dor", no meu ponto de vista acho que não deves "mandar-te tão abaixo" numa relação ambos os lados têm de estar equilibrados ,quem sabe se ainda não se voltam a falar e esclarecem as coisas.Todos nós cometemos erros a cada dia que passa lidamos como vitórias e desgostos o mais importante e acima de tudo é a experiência que tiramos de cada situação vivida.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  13. r: obrigada*

    esta carta é magnifica. não imaginas como me identifico com ela..tanto mas tanto :/

    ResponderEliminar
  14. r: acredita que nao khoala, acredita que o nosso fim nao é ficar juntos :s

    ResponderEliminar
  15. r: mutcho obrigada <3
    vais me dar razão, acredita xD

    ResponderEliminar
  16. r: por vezes é bom que tenham este efeito em nós :)
    não tens de quê *

    ResponderEliminar
  17. Devo ter algumas uma carta parecida na minha cabeça.. Identifiquei-me para caramba!

    ResponderEliminar
  18. R: Hahah olha que é mesmo, e passou de chuva para sol e calor bem forte. Exatamente, e agora é seguir em frente como sempre.
    Tu também :)
    Eu detesto aviões, eu só de ver de perto mete-me arrepios. Aquela coisa é enorme e já imaginaste, aquilo pára no ar e as pessoas não tem para-quedas e depois a taxa de mortalidade é grande, porque aquilo cai. Poucos sobrevivem. Eu não meto os pés em aviões, não quero morrer no ar e cair no chão, isso também inclui helicópteros,balões de ar quente, etc.
    Bem , até sou capaz de aguentar. Apesar de acho que nunca fui, a única praia mais a norte que fui era em Aveiro e fica mesmo ao lado de Coimbra.

    ResponderEliminar
  19. Ves? Ves? Tenho razao quando digo que voces so dao dores de cabeça! So percebem a sorte que têm quando a sorte ja está com outra pessoa

    ResponderEliminar
  20. Daqui fala uma grande chata que só quer avisar que o seu novo blogue é este : http://nasasasdodesejo-blog.blogspot.pt/ !
    Obrigada e beijinhos :)

    ResponderEliminar
  21. É realmente triste que ss coisas acabrm assim..

    Bjccc

    ResponderEliminar
  22. R: Isto vai mesmo depender de mim, eu não quero meter os meus pais nisto, eu gosto de resolver as coisas sozinhas apesar de às vezes não dever e ser pior. Vou tentar mudar esta minha maneira de ser, mas eu não sou só assim na escola por isso vai ser difícil.

    Eu só acho que a taxa de mortalidade é maior e mais dolorosa quando se cai do céu, por isso nada de coisas voadoras.
    E um dia hei-de ir, vou sem dúvida!

    ResponderEliminar
  23. nem sei o que te diga depois de ler isto. fiquei mesmo sem palavras, e com mil arrepios, talvez por me identificar tanto... só damos valor ao que temos quando perdemos é verdade, mas também é com estes erros que aprendemos e tenho a certeza que vais voltar a ser tão amado como foste e desta vez não vais cometer os mesmos erros, somos humanos e não podemos evitar errar e nesta carta percebi que estavas arrependido, e acima de tudo admitir os nossos erros é um ato muito nobre ! força*

    r: és mesmo... ahah não é só o meu melhor amigo, mas somos muito chegados :p mal arranje eu aviso logo ahah eu não me esqueço, prometo :p é um filme mesmo muito bonito e com uma história lindissima e que nos faz pensar muito, a concelho mesmo :)

    ResponderEliminar
  24. Pois... Agora só mesmo seguir em frente.

    Bjxxx

    ResponderEliminar
  25. r: ja devias saber que és das primeiras pessoas daqui da blogo a saber as minhas coisas :p

    ResponderEliminar
  26. Todos nós temos uma carta em atraso, um adeus que nunca fez sentido, e que na verdade nunca existiu, todos nós temos uma pessoa especial que queríamos resgatar do passado....
    Eu sei o que isso é, adormecer com a esperança de que amanhã essa pessoa nos pertença e acordar com a nostalgia de nunca a ter tido. Mas há que levantar a cabeça e seguir em frente, sorri tu, sorri para ela e mostra-lhe que ela faz falta, mas que não o suficiente para te destruir !
    Beijo Enorme !!!! Que sejas feliz, com ou sem ela, porque a vida é nossa, e somos nós que a vivemos, do jeito que queremos !!!! :)

    ResponderEliminar
  27. Não tens de agradecer pelas minhas palavras elas foram sinceras, é o bom da escrita, ela acaba por ser mais sentida do que as palavras pronunciadas. Obrigada, pelas palavras e pelo carinho também !!!!
    Obrigada por te disponibilizares para me ouvires quando eu precisar, não me vou esquecer . Agora fica apenas o meu beijo enorme com muito carinho !!!!

    ResponderEliminar
  28. É bom rever algo de foi bom para nós :) r: não diria que foi bom, mas não foi mau. é uma mistura de sentimentos... não tens de agradecer principe. ohh eu sei és um querido, também no que precisares eu estou aqui ;) ahah ai sabes ? hmmm xd esta bem então ;)

    ResponderEliminar
  29. r: É o que eu digo ...deve mesmo ser aquela fase da adolescência! Eu tenho perfeita noção de que eles gostam de mim e fazem de tudo para me dar o que necessito, mas á certas coisas que magoam um bocado, mas eu compreendo e daqui a uns anos vou dar muito mais valor a eles do que dou agora!
    Eu sei, e vou eu para no ano, eu quero mudar mesmo, principalmente por causa da escola, é que eu este ano fui um bocado abaixo e quero melhorar :)
    Mas há uma coisa bizarra no meio disto tudo, é que eu tenho medo de andar de avião e assim em tipo viagens, mas se me convidassem para andar nos aviões da "NOS air race" eu era mesmo capaz de ir xD

    ResponderEliminar
  30. Esta carta nao chegou a tempo....mas porque nao chegar apenas atrasada? Mesmo que ja nao chegue a tempo, ao menos chega. E isso as vezes é importante.

    ResponderEliminar
  31. Que carta fantástica! :)
    A verdade é que fica sempre algo por dizer, ou por fazer.

    ResponderEliminar
  32. R: Obrigada, até agora estou a divertir-me :)
    Eu dou, sou defensora de " viver um dia de cada vez".
    Mas isso se calhar sou eu a falar , porque vejo na televisão e dá-me imensa vontade de ir lá e gosto de coisas que despertem a adrenalina, apesar de ser medrosa, mas se calhar metem-me lá dentro e eu só quero é sair de lá xD
    Não faz mal, por acaso já estava a achar estranho! xD

    ResponderEliminar
  33. Sem palavras, Peter ! Simplesmente perfeito !

    ResponderEliminar
  34. Esta carta deixou-me sem palavras.. arrisco a dizer que esta música tem muito a ver com o que partilhaste nestas linhas - Bruno Mars - When I Was Your Man, foi logo o que eu associei..

    ResponderEliminar

Deixa a tua opinião, é sempre bem-vinda.