domingo, 7 de setembro de 2014

O fim é inevitável

Há uma coisa que todos temos de enfrentar, querendo ou não, tudo eventualmente termina. O quanto eu aguarde para estes dias, nunca gostei de fins. O último capítulo de um livro, o último dia do verão, a despedida de um amigo próximo. As finais são inevitáveis, folhas caem, fecha-se o livro e diz-se adeus. Diz-se adeus a tudo o que é familiar, a tudo o que é confortável. Estamos a seguir em frente, mas só porque estamos a ir embora e isso dói, há algumas pessoas que são tanto uma parte de nós, que as suas pequenas claras vozes estarão sempre nos nossos corações.

40 comentários:

  1. Gostei muito deste post e da maneira como escreves :)

    ResponderEliminar
  2. Custa sempre, mas é como dizes há algumas pessoas que são tanto uma parte de nós que é impossível tirá-las do coração. Adoro mas adoro tanto o que escreves!

    ResponderEliminar
  3. Fizeste-me chorar, porque tudo é tão meu, essas palavras foram relidas pelo meu coração, porque é o que eu sinto neste momento, e dói quando se diz adeus, dói porque não o queremos fazer. Obrigada, por teres escrito o que eu sinto, nem eu mesma saberia escrever isto tão bem...

    resp: É tão bom quando me dizes que eu não estou sozinha, e te tenho a ti!!!!! <33333
    Obrigada por tudo!
    Ps. Mas podemos falar por outro sítio, fora da blogosfera, se quiseres, claro!

    ResponderEliminar
  4. Dói começar. O zero assusta-me. Há sempre um fim para tudo.. Porquê?

    ResponderEliminar
  5. A única parte boa de tudo terminar é que também se aplica às coisas/momentos maus.

    ResponderEliminar
  6. Um "inevitável" que custa sempre tanto.

    ResponderEliminar
  7. Tal como tu, não gosto de fim, mas estes são mesmo inevitáveis e cabe-nos a nós passar por cima disso.
    Segui :)

    ResponderEliminar
  8. Agora fiquei com o coração apertadinho ao ler isto...

    ResponderEliminar
  9. também não gosto de fins, mas tento olhar para o outro lado: o inicio de outra coisa!
    beijinhos

    p.s: apaguei o teu comentário sem querer, desculpa!!!

    ResponderEliminar
  10. Agradeço muito as palavras e cases precises, estarei aqui também :)
    beijinhos!

    ResponderEliminar
  11. Gostei :)
    Imagina agora... e se nunca houvesse um fim?

    ResponderEliminar
  12. Adorei a maneira como escreves, transmites tanto sentimento em cada palavra!
    Infelizmente o adeus é sempre dificil :/
    A vida é assim, e pelo menos o adeus significa sempre a oportunidade de um novo começo (:

    ResponderEliminar
  13. R:. Tanto o livro como o filme são ambos muito bons :)

    ResponderEliminar
  14. não gosto de fins, mas por vezes estes são a melhor saída.
    esta publicação fez me entender o que precisava neste momento ;)

    ResponderEliminar
  15. r: É verdade.. as pequenas coisas dão mais cor aos nossos dias :)

    ResponderEliminar
  16. Eu concordo contigo, porém, alguns fins podem ser libertadores..

    ResponderEliminar
  17. Exato. Não podemos nunca nunca nunca desistir.
    E, tal como tu, não gosto de fins. São horríveis e, como bem disseste, inevitáveis. A única coisa que podemos fazer é mesmo lidar com isso e seguir em frente.

    ResponderEliminar
  18. Ola, olha eu queria perguntar-te se tu recebeste os meus comentários, porque eu quando os escrevi deu erro, mas não sei se acabaste por receber ou não.

    ResponderEliminar
  19. r: a história é longa, mas resumidamente, é que namorava um rapaz há distância, acabamos, voltamos, ele apagou o fb e deixou-me sem razão. ele conhecia o blog respondeu num comentário, e deixou me indeciso se havia de seguir em frente ou não. e aqui entras "tu". decidi seguir em frente, focar-me no essencial agora para o futuro, e aceitar que era o fim. ;) se não perceberes diz :)

    ResponderEliminar
  20. mil e um arrepios. "tudo que começa acaba", infelizmente ...

    ResponderEliminar
  21. Se há um começo, tem de haver um fim, por vezes é doloroso, mas temos de compreender que é assim a lei da vida.

    R: Eu sabia, eu sabia que isto não tinha enviado, isto ás vezes passa-se da massa cinzenta, é que eu acho que só enviava se eu atualiza-se a página só que eu não li o aviso, porque eu nunca leio e pronto não deu.
    As minhas respostas eram :
    Hahah, não foi muito cómica para mim xD
    Pois não, mas aos poucos vai-se lá. :)
    PAP? Ok, ou sou nova demais ou sou muito ignorante mas o que era isso? Admirado porquê?
    Sobre o livro ( aquele que é oco) tu disseste que agora já podias ir ver o que lá estava porque já sabias dele e eu disse mas não sabes o sítio dele, o sítio onde ele está mesmo para o encontrares!

    ResponderEliminar
  22. Concordo com tudo que escreveste. Detesto despedidas mas é preciso saber aceita-las. Tudo, um dia, acaba, quer queiramos quer não.

    R: Já estou melhor, obrigada :).
    Hoje saiu mais um pedacinho da entrevista.

    Beijinhos e tem um bom dia :)

    ResponderEliminar
  23. R: Pois, nem eu consigo compreender isso!
    Exato, é mesmo frustrante, eu só penso " mas porque é que não copiei o comentário antes de enviar, poupava-me as teclas!" xD
    É cómico de se ver aos outros mas quem está na situação não é das melhores, eu só queria ir embora e ele só fazia perguntas e eu a pensar " uma desculpa, pensa numa desculpa para ires embora" , e quando ele me perguntou o nome e depois de eu dizer ele disse " amanhã, vou-me lembrar!" e eu a pensar " não te lembres, não!" xD
    Oh meu deus, mas para isso já tens de ter um curso escolhido, não? É que eu queria um curso, mas a minha madrinha diz que não é o ideal para mim, enfim!
    Hahah, pois mas eu conheço mais 3 pessoas da minha idade que não têm, por isso não me sinto sozinha! xD
    Hahah, vais ter imenso trabalho que aquilo tem muitas coisas em cima xD

    ResponderEliminar
  24. As despedidas nem sempre são más. Gostei bastante do teu texto.
    kiss na cheek

    ResponderEliminar
  25. tudo é feito de ciclos. com principio e com fim.

    ResponderEliminar
  26. Concordo com o que escreveste! Eu cá também odeio despedidas, custam taaaanto. No entanto, começam já a ser tão frequentes que uma pessoa se vai habituando.
    Beijinho*

    ResponderEliminar
  27. Depende do que é o fim. Se for de algo mau adoro, mas se for de algo bom também não gosto nada.

    ResponderEliminar
  28. a morte é o fim de que tenho mais medo :(

    r: produtivaaaaaaas maneiras de passar o tempo :p

    ResponderEliminar
  29. Custa tanto quando alguem vai embora :c

    ResponderEliminar
  30. Também não gosto de fins no entanto tento ver as coisas de outra maneira e pensar nos recomeços que podem vir a proporcionar =)

    ResponderEliminar
  31. Detesto finais... mas é bom acreditar que depois dum fim vem algo positivo!

    ResponderEliminar
  32. E eu associo muito o mês de Setembro a mudanças. A finais e a começos de algo. Há finais bons, mas há finais que são muito maus mas irremediavelmente inevitáveis...

    ResponderEliminar
  33. Concordo! Detesto fins. Mas como são inevitáveis penso sempre que também significam o início de algo :)

    ResponderEliminar

Deixa a tua opinião, é sempre bem-vinda.