quarta-feira, 24 de setembro de 2014

Um fechar de olhos, um abrir de sorriso

Memórias passadas relembradas, lembranças nas fotos vistas, momentos sentidos no tocar das coisas, quando dou por mim a rever o antigamente. Mais um dia, mais um caminho, mais um novo tema neste livro chamado de vida. Ao abrir a porta faz-se entra uma brisa fresca que parece que me acorda para a realidade, fecho a porta e saio para o mundo de fora.
Vou mais uma vez por este caminho aonde os meus passos já foram aqui sentidos a algum tempo atrás neste longo e cinzento passeio. Conseguindo sentir aquele frio tímido, observo o ar que expiro a se transformar em simples vapor e como vai desaparecendo no suave toque morno na minha cara. Continuando a caminhar reparo numa casa que está abandonada, mas com a chuva do dia anterior estava com uma cor escura e fria. Chegando mais perto, vejo um menino sentado nas velhas escadas de madeira da entrada, até que o vento levanta e tira-lhe inesperadamente uma coisa da mão que olhava com carinho e intensidade. Vindo na minha direcção, abaixo-me para apanhar, viro, e é uma foto. Dirigindo-me até ele, reparo no ar de tristeza que se faz ver no seu olhar e o desanimo que se faz expressar na sua cara. Sento-me nas escadas, no mesmo degrau e pergunto-lhe quem são as pessoas na foto. Olhando para mim com os seus olhos a brilhar responde-me, "São os meus pais", diz ele suspirando. "E tenho imensas saudades deles."
Nesse exacto momento caí um silêncio entre nós, apenas se ouve as folhas da árvore a abanar e o cair de gotas numa pequena possa atrás de mim. Caindo um aperto no meu coração olho para o menino, ponho a minha mão no seu ombro e digo-lhe, "Sabes eu também já perdi uma pessoa muito especial. Todas as noites dava-me um beijo de boa noite e um abraço antes de sair, até que a próxima coisa que eu fiquei a saber foi baterem a porta. Era um policia a dizer que ela tinha ido embora e nunca mais iria a voltar a ver-la, mas sabes uma coisa, ele estava enganado."
"Tu viste-a?"
"Sim. Todas as vezes que fecho os olhos, consigo vê-la. Todas as vezes que vou para a cama, eu vejo-a nos meus sonhos:"
"A sério?"
"Sim. Olha tenta tu, fecha os teus olhos". O menino fecha os seus olhos, e com uma lágrima a escorrer pela cara, tendo um leve sorriso nele responde, "Eu vejo-os, estão a sorrir para mim."
"Cada vez que te sentires triste ou com medo, basta te lembrares que eles estarão sempre lá."
Ao abrir os seus olhos de novo, começa a chover pequenas gotas e antes de ir embora faço uma festa na sua cabeça. Dou a foto e digo-lhe para guardar bem desta vez. Vejo o menino a ir embora com um ar mais animado, então levanto-me, ponho o goro ao cair de uma lágrima e continuo no meu caminho.

É engraçado, isto surgiu de uma conversa que tinha com a Magda Carvalho, que levou a um pensamento que inspirou-me para esta história. Obrigada e tu sabes porque agradeço, um beijinho. 

29 comentários:

  1. Infelizmente, mas a vida é isso mesmo, um mar de incertezas ... esse menino é apenas mais uma 'vitima'.
    Bjs

    ResponderEliminar
  2. R: Eu nunca adormeci, a vontade já foi muita, mas acho que nunca quero dizer houve uma vez que vi um filme numa aula de geografia e há uns segundos que não me lembro de ter vivido mas acho que não adormeci por completo :p
    Eu não, a partir do momento em que me faltam ao respeito ou a alguém que eu gosto muito podem esquecer a Diana boazinha, obviamente que tenho os meus limites e quem os quiser ultrapassar vai ver, ai vai vai !
    Hahah deve ser mesmo, mas eu sou super parecida com ele por isso que não se queixe!
    Hahah se calhar tem de ser ! xD
    Não é propriamente ciumenta, mas é o meu gatinho, nada de andar lá com as outras xD Não falas nada, que eu quero que ele seja bom gatinho e ande sempre por casa e não se meta lá com as outras como acontece ás vezes e ele fica-me dias sem vir a casa por isso.
    Hahah, presumindo que és ( e eu até ignoro , porque é SIM!) eu quero ver então lá como te safas, se eu tiver por perto ainda pode não arranhar muito, mas sozinho não te escapas! xD
    Hahah, um dia pode ser que um dia tenhas essa sorte, mas não cries expectativas elevadas :p
    Hahah claro xD Era muito giro ser assim! xD

    ResponderEliminar
  3. R: Obrigada, segui o teu cantinho :) beijinhos

    ResponderEliminar
  4. lindo, lindo, lindo! escreves super bem! :)

    ResponderEliminar
  5. É uma história magnifica! É uma maneira maravilhosa de acabar a sorrir! :)

    ResponderEliminar
  6. Que lindo o texto, adorei os pormenores :) Oh não tens de agradecer quando precisares de alguma coisa é só dizeres. Conversas há altas horas da noite ;)
    bjs

    ResponderEliminar
  7. R: Espero mesmo que consiga e eu sei que estás maninho, obrigada! :)
    Não adormeço, era demasiado embaraçante. Eu não mudo, pelo menos até agora nunca tive nenhuma mudança assim drástica, sempre mantive os meus valores.
    Hahah, mas olha que é mesmo, eu nasci praticamente igualzinha ao meu pai psicologicamente! xD
    Ai mau mau, mas que é isso agora? Vai o meu gato e o meu manito, ai isso não!
    É xD Hahah, é a gata , eu sou mais pacifica xD
    Pois acredito que sim, agora esperas xD
    Hahah, boa ideia, muito boa ideia xD

    ResponderEliminar
  8. Aos olhos do meu namorado sou muito complicada, alias toda gente diz isso e acho mesmo verdade, nao sou de meios termos entendes?
    Que texto tao lindo, tocou-me, nao é facil perder alguem que amamos...infelizmente, vivi essa experiencia ha quase um ano e sabes sinto-me feliz, feliz por pelo menos ter conhecido alguem tao especial, por ter aquela pessoa na minha vida. Foi embora e doeu, mas pude conhece-la e ama-la...ainda doi...ainda amo...mas um dia eu terei o meu final feliz ao reencontrar-me com a tal pessoa :)
    Um texto inspirador. Parabens :)

    ResponderEliminar
  9. Também há uma pessoa que vejo quando fecho os olhos e hei-de continuar a ver sempre. Este texto está lindo :)

    ResponderEliminar
  10. Eu de cada vez que leio o que escreves até me caem os olhos...

    ResponderEliminar
  11. Espero mesmo que corra tudo bem. Para já, estou muito deslocada de lá. É tudo muito novo, muito diferente, principalmente para alguém que nunca abandonou o Porto por mais de umas semanas.
    Obrigada :)
    E ADOREI o teu texto!

    ResponderEliminar
  12. Uau... tocou-me imenso, mesmo! E antes de chegar ao fim ia jurar que aquele menino eras tu no passado, e o teu eu de agora o presente que aprendeu a viver com essa perda...
    Um grande beijo!

    ResponderEliminar
  13. Mais um texto fantástico, gostei bastante! Rico em pormenores e numa escrita intensa, uma demonstração cabal da tua capacidade com as palavras :)

    http://ummarderecordacoes.blogs.sapo.pt/

    ResponderEliminar
  14. Deixei um desafio no meu blogue para ti :)

    ResponderEliminar
  15. R: É espero que sim, mas que esses dias bons venham, porque neste momento isso não anda mesmo a acontecer!
    Obrigada na mesma ;p
    Hahah, certissímo, toda a gente diz que eu sou a cara chapada da minha mãe e é verdade temos as mesmas expressões, a única diferença é o cabelo e o nariz que saíram ao meu pai. Até de estrutura de corpo sou! Mas também dizem que tenho o mesmo sorriso maroto que o meu pai. xD
    Mauuuuu, eu não gosto nada disso, prendo-vos no quarto xD
    É melhor, eu ajudo, mas ela anda melhorzinha, pelo menos comigo mas e normal eu chateio-a tanto que ela e que se farta de tentar arranhar xD
    Pronto, sentado é melhor, eu nem sei se algum dia mostrarei a minha identidade no blogue, algumas fotos sim, mas não de cara, logo se vê, eu primeiro tenho de fazer com que este dure muito tempo! :)

    ResponderEliminar
  16. Tu escreve bem!!! Gostei!!!

    Abraços

    Alê
    http://nossoconfessionariopublico.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  17. R: A mim teve de ser já que um maxilar decidiu andar mais rápido que o outro. E sim, no ínicio é horrível, já viste o que é sentires que os teus dentes vão cair a qualquer momento e doem muito como se os estivessem a esmagar? é mau, mas é só no inicio,mas há pessoas que perdem peso com isso!
    Sim, eu sei, o meu lado divertido ajuda-me sempre nos momentos maus! xD
    Acho que é melhor ires jogar no euromilhões, é que acertas mesmo xD Sim, é e eu sou mesmo marota está-me nas veias desde pequenita, é por isso que eu adoro fazer partidas ás pessoas! xD
    Hahah, olha que não sei! xD
    Opaaa, eu sou um bocado chata para os gatos sim, mas isso é porque gosto muito deles. E eles andam em casa da minha avó porque ela tem mais tempo para lhe dar comida e lá tem o jardim e as flores para estarem na brincadeira. Mas mesmo quando eles lá estão eu vou para lá atrás deles :p
    Sim fora do blogue tudo bem , mas no blogue não antes que me arrisque a alguém descobrir e depois lá tenho eu de mudar!Deitado também não, não é preciso tanto :p




    ResponderEliminar
  18. R: Obrigada pelo teu simpático comentário! Um beijinho :)

    ResponderEliminar
  19. Adorei o texto! Fez-me refletir sobre muita coisa....
    Nunca perdi ninguém que me fosse próximo e que amo, mas sei que infelizmente não sou imune a isso...

    r: Sim foi exatamente isso que eu senti!
    Obrigada.

    ResponderEliminar
  20. Gostei muito do texto :) escreves super bem!
    R: espero que tenhas razão... Obrigada!

    ResponderEliminar
  21. Adorei o texto, esta muito bonito sem dúvida!

    Bjxxx

    ResponderEliminar
  22. R: Haha, mas é verdade ou melhor um já nasceu o outro ainda há-de nascer xD Sim, eu acho que sim, é muito antepassados que depois continuam pelo futuro!
    Sim, mas é como tudo na vida, tudo o que é novo é estranho no inicio, mas depois habituasse, e é um ano e mais outro ano com um aparelho por dentro que não se vê xD
    Hahah, se calhar, mas aí está a trovejar muito? Por estes lados já não, nem chove!
    Hahah, não , eles gostam de mim, eu dou-lhes muito mimo e sou a única que os deixo entrar dentro de casa por isso não se queixem.
    Assim é possível!Hahah, pois! xD

    ResponderEliminar

Deixa a tua opinião, é sempre bem-vinda.