segunda-feira, 3 de novembro de 2014

Deixa as palavras voarem (1)

Aqui estou eu a participar pela primeira vez neste desafio da Adelisa do blog, Uma Pérola no Deserto.
Aborto... Um tema bastante delicado e que continua a ser atualmente muito falado. Eu pessoalmente não sou a favor da realização deste ato, pois considero que ambos ao praticar o ato sexual, tanto mulher e homem devem assumir o fruto da prática ou simplesmente ter a responsabilidade de se prevenir ao praticar. São muitos que se acham no direito de ir contra uma vida, e sendo este ato cada vez vulgar. Infelizmente tornou-se comum ouvir-se nos meios de comunicação social notícias de assassinatos, e sendo crimes são levados a julgamento, mas quando se trata de aborto que é exactamente a mesma coisa ou quem sabe até mais grave, pois o feto não tem possibilidade alguma de se defender, é ignorado. Mesmo quem realize, mais tarde terá aquele sentimento de culpa e arrependimento, porque qualquer pessoa que cometa tamanho ato, a não ser sofra de de graves problemas psicológicos, vai viver o resto da sua vida com o peso na consciência e muitas vezes poderá pensar, " se eu soubesse..."
Todos sabemos que existem milhares de mulheres que gostariam de ter uma criança e não conseguem, e há quem possa ter e não o aproveite e banalize. E depois há aquela questão, e quando este fruto surge de um estupro? A mulher que está em causa não tem culpa alguma, e há que reconsiderar mas e a criança inocente que ainda não chegou a este mundo? Há que pensar na mesma, pois apesar de ser indesejada possui o direito de viver. Além de mais, a mulher não sabe se é a única oportunidade de que pode ser mãe. Por isso, quem tem o direito de matar uma vida?

35 comentários:

  1. Aceitas-te o convite ou entras-te no blog à primeira? e que aqui diz que o convite para ti ainda esta em aberto, nao aparece como sendo aceite.

    ResponderEliminar
  2. Concordo com as tuas plavras, e sou da mesma opinião!
    Esse desafio é sem dúvida exelente!

    Bjxxx

    ResponderEliminar
  3. Eu não sou bem da tua opinião. Penso que em alguns casos o aborto deve ser permitido. Não naqueles em que simplesmente foram irresponsáveis e agora não querem lidar com as consequências mas sim em casos de violação, em casos que o feto tem problemas graves de saúde e que poderá não ter qualidade de vida ou em casos sociais mais graves. Penso que deveria ser avaliado muito bem este tema pois nem sempre as coisas são fáceis principalmente em violações.

    ResponderEliminar
  4. Concordo com você de todas as maneiras que se pode concordar!! E muitas vão querer dizer " meu corpo, minhas regras", que é o que escutamos muito, mas esquecem-se de que já há um novo corpo vivendo ali, já nã se trata mais apenas do seu!!!
    Muito bom este desafio, aguardando pelo próximo tema *-*

    Beijão

    ResponderEliminar
  5. Concordo plenamente, também sou completamente contra os abortos, se as pessoas não querem ter filhos têm de se prevenir caso contrário têm assumir as responsabilidades dos seus actos....
    r: e é isso que vou tentar fazer, abandonei este sonho porque muita gente me dizia que não teria futuro, mas este ano percebi que eu não quero saber o que os outros pensam ou deixam de pensar, têm mais é que aceitar e por isso não vou deixar que escolham o meu caminho novamente...

    ResponderEliminar
  6. É um dos assuntos que mais discussão traz porém merece ser discutido. Obrigada pela tua participação.

    ResponderEliminar
  7. Gostei do texto, apesar de discordar totalmente da tua opinião :p

    ResponderEliminar
  8. Hoje, sei que não quero ser mãe, porque não tenho idade, maturidade ou independência financeira suficiente para cuidar de uma criança. Ia ser uma péssima mãe. De certeza que se eu engravidasse, não teria coragem de realizar um aborto, choraria todos os dias se a entregasse a uma instituição, choraria todas as vezes que ouvisse falar de crianças adoptadas e estaria sempre a pensar nela. Aceito quem o faça e apoio a liberdade de escolha, mas concordo plenamente contigo.

    ResponderEliminar
  9. Eu concordo com o aborto quando é fruto de violações e etc.

    ResponderEliminar
  10. Concordo com o que escreveste, até porque também não sou a favor do aborto.

    ResponderEliminar
  11. Este assunto é muito delicado, sinceramente eu tanto sou contra como a favor depende muito das causas que levaram a isso ou as consequências que terão para a pessoa que tome a decisão!
    R: Eu sei que sim! :p Ah ainda bem, pelo menos nos Muse eu sei xD
    É mesmo mau, eu tenho um colega ucraniano que tem família lá! Mas existe aqueles países que parece que só estão bem em guerra e só sabem fazer isso lá como o paquistão, irão, esses assim!
    É de certeza? Eu escrevi no google e não deu erro! Pois era, eu gostava quando ele chegava lá e revirava os olhos e isso, arrepiava-me toda mas achava piada, mas Batista forever! xD
    Veremos! Eu fui uma vez numas férias, o hotel tinha e o meu pai foi para lá, então eu fui lá exprimentar, estive lá 5 segundos e comecei a respirar super depressa e o meu pai só dizia " tem calma, respira devagar, isto é relaxante" e eu fiquei literalmente sem ar e comecei a tremer, abri a porta e jurei que não entrava mais!
    Ai não não :p Também estou a ver se tinha, ah ali uma palmada o braço era capaz xD
    Hahah eu sei que não, mas por acaso espero que nunca façam isso nos humanos !

    ResponderEliminar
  12. R: Hahah, ainda bem que fiz! Eu admito seja pateta ou não, eu não me importo de me envergonhar porque eu sou daquelas que pratica a frase " temos de saber rir de nós próprios!" xD
    Adorei a parte dos Linkin Park, não é por nada, mas por acaso aqueles malandros agora lançaram uma musica para um filme e eu não gosto nada, mas pronto eu adoro-os sempre sempre! :)
    Pois deve. Mas é que é mesmo, é triste isto!
    Eu também digo como escreves mas não sei escrever, estava a achar estranho taken que isso é o part participle do verbo take ( sim, tive teste de inglês xD)!
    Exato, e não gosto mesmo, o ar abafado, credo uma pessoa nem respira bem! Chateia-me quando tiver ao pé de ti que vais ver se não dou xD É que não mesmo xD

    ResponderEliminar
  13. R: Nunca tive muito interesse me ver, mas no He weart it aparecem imensas frases da série e como sei que foi um sucesso pronto :)
    Eu gosto mais de policiais, vejo NCIS, Hawaai five-o, castle, forever entre muitas outras :)

    Quanto ao tema aborto.. é realmente um tema bastante complicado de falar e a verdade é que existem situações e situações mas eu pessoalmente acho que era incapaz de o fazer. Não julgo quem o faz mas é algo que me faz uma certa confusão em alguns casos.

    ResponderEliminar
  14. Não vou dizer que concordo porque este é um tema bastante delicado mas respeito e tua opinião. Acho que há vários factores que podem levar uma mulher a abortar. Às vezes até pode ser preferível do que a criança ser posteriormente vítima de maus tratos que, por vezes, provocam igualmente a sua morte. Mas há uma coisa que me toca bastante e também falaste, há mulheres que o que mais desejam na vida é serem mães e infelizmente não conseguem. Depois há outras que têm filhos e fazem o que fazem. Vá-se lá entender este mundo!!!

    ResponderEliminar
  15. é um tema extremamente complexo e polémico e levanta muitas opiniões. toda a gente acaba por ter a sua. pessoalmente, acho que só deve ser feito quando a mãe está e risco!

    http://ummarderecordacoes.blogs.sapo.pt/

    ResponderEliminar
  16. Concordo com tudo o que disseste. Em momento algum uma criança, quer em fase embrionária ou já nascida, deve sofrer pelos actos dos pais. Quem a gerou, quem a trouxe ao ventre tem, a partir desse momento, toda e qualquer responsabilidade sobre aquela criança. Beijinho e obrigada por trazeres ao blog estas questões :)

    ResponderEliminar
  17. R. Adoro quando se identificam com os meus textos! Muito obrigada pelo elogio :')

    ResponderEliminar
  18. R: Claro que sim, manter a positividade! xD
    Eu sim claro, também mesmo que não siga tenho amigos que sabem que sou fã e fazem questão de me avisar das novidades! A nova música chama-se Mall, eu até gosto do inicio quando Chester canta, mas depois quando começa lá aos gritos não dá com nada, detesto quando eles fazem isso!
    Claro! xD Podes ir, podes gostar! xD Olha que levas mesmo! xD
    Hahah, pois era, que mau porque depois ela contou coisas ao clone e não a ti depois fala contigo e não sabes de nada xD

    ResponderEliminar
  19. Tema dificílimo...concordo em parte com sua opinião, quanto ao aborto relacionado à violência sexual tenho minhas dúvidas! Vou esperar pelos próximos temas =)

    ResponderEliminar
  20. é um tema bastante complicado/delicado .. no entanto também não sou a favor , só em casos de a pessoa ser vitima de violação e ser muito nova e a sua vida corra risco como a do bebe ! é um tema que mexe comigo , por ser bastante delicado ! mas respeito opiniões !

    ResponderEliminar
  21. r: ai o que eu chorei com esse filme , espero que o guarda-chuva não me faça chorar haha ! mas é um bom nome para o meu chuva ! oh obrigada , também te vou seguir , tens um bom blog :)

    ResponderEliminar
  22. r: Tenho a pele nem clara nem morena, é médio, olhos azuis claros, cabelo castanho claro e ondulado, mas estico, e 1.64! :)

    ResponderEliminar
  23. R: Mas, a verdade é que ninguém tem o direito de julgar seja quem for... :)

    ResponderEliminar
  24. Não me leves a mal, mas eu discordo. Aborto não pode ser considerado um assassinato porque o feto é a formação de um novo ser, mas ainda não o é. Ora repara na seguinte pergunta: O que é que dá direito à vida?

    Podias enumerar mil e uma coisas, no entanto, a resposta mais simples e espontânea é, nada mais nada menos, do que nascer! Por isso, é que não concordo com o que disseste. Acho que uma mulher e um homem não devem ficar definidos pela decisão que tomam a quanto este assunto. É uma escolha pessoal, tão como foi a de terem relações. Não podes privar alguém de viver a sua vida pessoal ou de a deixar mais condicionada, por uma coisa que aconteceu uma vez (ou mais, não interessa).

    Quando te referes que existem muitos casais que desejariam ter filhos mas não conseguem, digo-te existem neste momento algumas soluções inovadoras para isso, ou então uma muito simples que a de adoptarem. Mas muitas destas pessoas preferem ter algo que é fruto delas e isso já é, mais uma vez, uma escolha pessoal e que não diz respeito a mais ninguém.

    No fundo, não podemos comparar duas coisas distintas. Afinal, falamos da felicidade das pessoas e da vida das pessoas. Já imaginaste acabar com um filho indesejado, fruto de uma relação anterior que te magoou profundamente? Para algumas pessoas, só isto basta para maltratarem os filhos. Ou já te imaginaste sem capacidade financeira para dares uma vida boa aos teus filhos? Isso não te acabaria por destruir por dentro? Há realmente muitos "ses" que justificam uma decisão destas. Não penses que as pessoas fazem abortos como quem muda de cuecas. Estas decisões são bastante ponderadas tanto pela mulher como pelo homem (como pai da criança) e seguidas por um especialista...

    Ps: não fiques chateado comigo por ter esta opinião. é só o que acho. XD

    ResponderEliminar
  25. Acho, sinceramente, que no que toca a violações se torna compreensível tendo em contra os outros casos de abortos. Às vezes há tantas coisas por trás que acho que cada um só pode julgar quando se vê nessa posição porque muitas vezes, mesmo tendo uma opinião formulada, sob essas condições as opiniões por vezes mudam. Muitas vezes tomam-se atitudes das quais se arrepende e há pessoas que não sabem lidar com as consequências quando deviam. No caso de um acto praticado conscientemente, acho que quem toma a decisão de abortar de ânimo leve não tem qualquer consciência ou moralidade. No caso de violação penso que o caso muda ainda que, como disse, só podemos julgar quando nos encontramos nessas circunstâncias.

    ResponderEliminar
  26. Acho que falas-te mesmo muito bem!

    Bjxxx

    ResponderEliminar
  27. R: A sério? Fazes? Que giro! :)
    Sim, eu tenho nem que seja para deixar a negatividade lá no fundo. Eu gosto disso! :)
    Ouve se calhar gostas, eu é que não!
    Eu não me responsabilizo por efeitos secundários! xD
    Eu aposto no ou não, porque depois a pessoa ainda se chateava de estar sempre a dizer o mesmo xD

    ResponderEliminar
  28. R: Só aqui dei a minha opinião por o teu texto estar muito bem estruturado em termos de argumentação. Tens muitos bons argumentos e para mim foi mais um desafio tentar contra-argumentar. Por norma, evito dar a minha opinião sobre este assunto, visto ser um tema muito controverso e, por vezes deixa as pessoas exaltadas..

    ResponderEliminar
  29. Em parte concordo com a maneira como vês o tema. Mas hoje em dia, e com a evolução da ciência existem métodos que possibilitam a observação do feto. Por vezes existem certas mutações que não permitem a sobrevivência da criança por muito tempo depois do nascimento. Daí o aborto ser neste caso uma hipótese a considerar.

    ResponderEliminar

Deixa a tua opinião, é sempre bem-vinda.