sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

Um desenrolar de noite, num abrir de gaveta

A noite chegou, as estrelas preenchem o céu e o frio se faz sentir lá fora. Deitada na cama e enrolada numa manta, está uma menina desanimada que percorre dentro dos seus pensamentos. Ao procurar em volta do seu quarto, olha para uma especifica gaveta. Não mexe nela há algum tempo, mas lá dentro permanecem imensas recordações. Levanta-se, caminha em direção da gaveta e abre. Dentro estão fotos e objetos que lhe lembram de vários momentos e fases da sua vida. Tira e um peso se sente, vira ao contrário lentamente para não estragar nada, e com um toque delicado retira as coisas. Pousa a gaveta, e suavemente com a sua mão espalha tudo. Ao observar, revê coisas que jamais pensou relembrar, outras que continuavam demasiado presentes na sua mente e coração. Ao olhar para cada foto, ao tocar em cada objeto, sente um tímido frio nos seus dedos que desperta memórias, e o seu olhar cada vez mais intenso fica. O silêncio em seu redor parece falar todas as palavras que não consegue exprimir, e as lágrimas escorem como chuvas de inverno. A pergunta constante de o "porquê" de certas coisas acontecerem quando tudo parece bem, mas a resposta parece não querer aparecer. Estava a ver mais uma última vez isto tudo, porque com o desenrolar de os acontecimentos recentes, quer ver aquelas boas recordações e momentos vividos para lhe recordar os sorrisos que lhe fizeram dar dos que já partiram inesperadamente da sua vida. Pensa então em guardar tudo numa caixa de papelão. Arruma tudo devagar e com muito carinho, coloca fita adesiva para ficar bem fechada, e escreve "Frágil". Guarda a caixa, dirige-se a porta, olha mais uma vez para o quarto e apaga a luz. Apesar de as coisas irem-se, por vezes o que importa é que a pessoa fez parte dela, e que era especial na sua vida. E que seguir em frente não significa esquecer, mas sim crescer.

Este texto dedico com um enorme carinho à Helena Brito. Ela entenderá o motivo, um beijinho enorme.

33 comentários:

  1. Gosto sempre muito dos teus textos :D excelente mais uma vez, parabéns Pedro*

    ResponderEliminar
  2. Tão lindo! E o pior, ou talvez melhor, é que é verdade!

    r: Obrigada! ♥

    ResponderEliminar
  3. Lindo texto, e sem dúvidas que crescer é a palavra :)

    ResponderEliminar
  4. Confesso que me revi nestas tuas palavras... Parabéns, estás a escrever cada vez melhor :)

    ResponderEliminar
  5. Este texto fez-me abrir a minha caixa de recordações, foi um misto de sentimentos.

    ResponderEliminar
  6. Adoro!

    P.S. - obrigada por poder contar contigo

    ResponderEliminar
  7. O texto está incrível! E tens razão, seguir em frente não significa esquecer. Tendemos a dar menos significado a algumas coisas, mas esquecer mesmo não o fazemos.

    r: Adorei-a mal a vi :)

    Beijinhos*

    ResponderEliminar
  8. Estes textos deixam-me sem saber o que pensar ou sentir. Esta lindissimo, parabens :)
    r: estou de volta muahahaha, as minhas ferias acabaram :'( e o pior de tudo é que nem sequer aproveitei nada delas porque andei sempre a correr de um lado para o outro kkk
    Olha que pode ser que a gente tenha gostos parecidos :)

    ResponderEliminar
  9. Concordo absolutamente com a última frase :)
    Gostei muito!

    ResponderEliminar
  10. Bem, mas que grande texto! Senti cada palavra, realmente tens um dom para escrever Pedro ;) Gostei mesmo muito

    ResponderEliminar
  11. Adorei o texto! :)
    r: Ohhh obrigada! beijinho :)

    ResponderEliminar
  12. ''seguir em frente não significa esquecer, mas sim crescer.''
    aqui é que disseste tudo...
    escreves muito bem, texto com bastante sentido, identifico-me muito com as tuas palavras!
    beijinho

    ResponderEliminar
  13. O brilhantismo das palavras como é natural, num texto absolutamente fantástico! Dar um passo em frente, não significa esquecer tudo o que se passou, é preciso sempre lembrarmo-nos para estarmos preparados para tudo :)

    http://ummarderecordacoes.blogs.sapo.pt/

    ResponderEliminar
  14. R: Agora também acho, mas no momento achei tudo menos piada xD
    Ah, desculpa, não sabia! Eu sei, eu sei!
    Não sei, dizem que é a partir dessa idade que vem mais problemas e se sente mais a velhice e o tempo parece que não pára mesmo.
    Ahh que giro, adoro ainda mais a forma como dão a volta ao "b" xD
    Oh teimoso, mas eu é que sei por isso pronto, és e mais nada. xD
    Não tenho nada, vou receber um livro deles, eu sei porque vou ser eu a encomendá-lo xD

    ResponderEliminar

Deixa a tua opinião, é sempre bem-vinda.