quarta-feira, 20 de janeiro de 2016

Um final por terminar

Horas passam e Abna liga mas Ian não atende, e pensa como ele é sempre a mesma coisa, que nada diz do que vai fazer depois. Com mais um dia a acabar, saí do escritório e na em direção do elevador para ir embora o seu colega que falou com Ian antes vem ter com ela e pergunta, "Recebeste o ficheiro?"
"Que ficheiro?", pergunta muito admirada.
"O homem do retrato? Não recebeste o arquivo?"
"Não."
"O Ian disse que dava-te, quando falei com ele à tarde."
Abna, pergunta pela morada do homem e muito rapidamente carrega no botão do elevador. Entra e liga para Ian, mas nada. Saí da esquadra a correr e segue em direção do carro apressada, até que liga de novo e Ian atende.
"Aonde estás Ian?"
"Por volta desta hora já sabes do que fiz."
"Não faças nenhuma loucura, espera por mim que eu estou a caminho."
"Isto é algo que preciso de fazer."
"Mas não desta maneira."
"À algo que quero dizer-te Abna."
"Dizes quando tiveres comigo."
"Não. Isto é algo que já devia ter dito há muito tempo. Eu quero agradecer por tudo que fizeste e pela oportunidade de conhecer uma pessoa como tu nestes três anos. Com essa bondade, sinceridade e virtude. Desde que perdi a Natacha eu engano as pessoas, faço jogos e minto para evitar a verdade do que realmente sinto sobre as coisas. E deixar alguém aproximar-se de mim, assusta-me pelas razões óbvias, mas eu preciso de apanhar-lho para acabar com isto tudo e para que nada mais aconteça, porque não imagino-me a acordar e não puder ver-te. Tu não fazes ideia o que significaste e significas para mim. A verdade é que eu amo-te Abna, e não sabes o quanto queria dizer isto a ti e…. como sabe bem."
"Ian..."
Beep, beep, beep, o som continuo da chamada desligada…

16 comentários:

  1. Gosto muito!!!! Simplesmente isso!:)
    Beijinhos
    elisaumarapariganormal.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  2. Uma história sempre empolgante e interessante, é impossível não ficar colado para saber o que vem a seguir. Por aqui, as palavras são sempre usadas com mestria :)

    http://ummarderecordacoes.blogs.sapo.pt/

    ResponderEliminar
  3. Gostei imenso do que escreveste :)

    BLOG: http://umdiadepoisdoanopassado.blogs.sapo.pt/

    ResponderEliminar
  4. Que texto lindo.
    Temos alguém romântico por aqui :D
    Já cá estiveste? Em que parte?
    Ainda bem que gostaste ;)

    ResponderEliminar
  5. Estás um escritor feito :9)Adorei

    http://retromaggie.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  6. Tens toda a razão! E tu não desistas da escrita! Eu cada vez estou mais intrigada nesta história! Adoro :)

    http://photographybyvania.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  7. Muito obrigada pelo comentário! Que tudo de bom aconteça para ti também :)

    Um grande beijinho,
    http://secretsofablondie.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  8. R: É verdade, quando estamos apaixonados sentimos imensas coisas, tanto boas como más, faz tudo parte. E que bom que é! :)

    ResponderEliminar
  9. Que bom :). Desses que já visitaste só fui a Londres.
    Pretendo conhecer outras cidades :p

    ResponderEliminar

Deixa a tua opinião, é sempre bem-vinda.